Colunas
Folha de Pernambuco - 02/06/2013
postado em 02 de junho de 2013

ESTRÉIA - O Salgueiro estréia na Série D recebendo o Parnahyba/PI, no Cornélio de Barros, as 18h30 deste domingo. Vamos ver se o Carcará surpreende, como vem ocorrendo na Copa do Brasil.

Cardápio variado

O domingo é de futebol. E tem programação para todos os gostos. Começa com o amistoso entre Brasil e Inglaterra, que marcará a inauguração oficial do novo Maracanã. Um jogo que já virou manchete internacional antes mesmo de a bola rolar. Para atender a reivindicação do Ministério Público do Rio de Janeiro, uma juíza concedeu liminar suspendendo o amistoso. Horas depois, a liminar foi caçada, mas o estrago na imagem do futebol brasileiro já havia sido feito. A repercussão na Europa foi bastante negativa. Vamos torcer para que o espetáculo em campo apague as lambanças do extracampo. Desde 2009 que o Brasil não vence uma seleção campeã mundial. Refuto este como o primeiro grande teste do trabalho de Felipão. Depois a Seleção enfrentará a França. O importante é que o técnico está tendo tempo e condições de implantar sua filosofia de trabalho. A partir da Copa das Confederações será possível fazer uma avaliação precisa da evolução, ou não, da nova %u201CFamília Scolari%u201D. Em seguida ao amistoso da Seleção Brasileira vamos ter o confronto do Náutico com a Portuguesa, cujo atrativo maior é o fato de ser o último jogo do clube alvirrubro no lendário Estádio Eládio de Barros Carvalho, palco das maiores conquistas do Timbu, inclusive do exclusivo hexa, título que nenhum outro clube pernambucano conseguiu alcançar. No mesmo horário - 18h30 - o Santa Cruz estréia na Série C enfrentando o Luverdense, no Arruda. Detalhe: em todos esses jogos a previsão é de um grande público nos estádios.

RIVALIDADE - O futebol europeu está em fim de temporada. Tal fato pode justificar algum desgaste na seleção inglesa. Entretanto, a rivalidade existente entre Brasil e Inglaterra é sempre um estímulo para os dois times. As atenções dos europeus estarão concentradas, mais ainda, em Neymar, o novo astro do Barcelona.

A prêmio

Técnico de futebol ganha e perde jogo. Isto é fato. O elenco do Náutico tem uma carência muito grande de jogadores de boa qualidade. Isto é inquestionável. Entretanto, as duas derrotas sofridas pelo Timbu nas primeiras rodadas da Série A foram creditadas ao técnico Silas, que se equivocou na forma como definiu, e nas mexidas que efetuou na equipe durante os jogos. Nos Aflitos dizem que sua cabeça está a prêmio.

Primeiro passo

Hoje a noite o Santa Cruz dá o primeiro passo de uma difícil caminhada rumo a Série B. O bicampeão pernambucano promove a estréia do técnico Sandro, que debuta na profissão. Apesar do batismo, não podemos dizer que ele é inexperiente. Creio que tem conhecimento bastante para não errar o passo na largada.

Crédito

O lançamento de Sandro como técnico foi bem aceito pelos jogadores do Santa Cruz. Ele não poderia ter aval melhor. Numa linguagem de vestiário podemos afirmar que o grupo fechou com ele, mas tudo isso só será sacramentado com vitórias.

Expectativa

Os tricolores mais otimistas falam em um público de 40 mil torcedores, hoje a noite, no Arruda. O amistoso do Brasil com a Inglaterra vai frustrar algumas previsões. Após assistir a um jogo em casa, é preciso muita motivação para ir a um estádio.

CURTAS

EM QUEDA I - São muitos os sinais que apontam para a queda do futebol brasileiro. O discurso dos dirigentes não condiz com a realidade. Os números são incontestáveis, e os torcedores estão, cada vez mais, se afastando dos estádios.

EM QUEDA II - De 2009 para cá a média de público no Brasileiro da Série A vem apresentando uma queda gradativa: 2009 - 17.807 torcedores; 2010 - 14.800; 2011 - 14.976 e em 2012 a média foi de 12.983 torcedores.

EM QUEDA III - Vários fatores contribuem para este êxodo que deve aumentar em 2013, mas o horário das 22h creio ser um convite para o cidadão não ir ao estádio. Afinal, vivemos em um País onde a violência urbana é incontestável.

<< voltar

0 comentários