Artigos
Projeto de arena do Sport emperrado
postado em 31 de outubro de 2013
Blog de blogdejj :BlogdoJJ, DECISÃO SOBRE O PROJETO IMOBILIÁRIO DO SPORT FOI ADIADA


JOSÉ JOAQUIM PINTO DE AZEVEDO - blogdejj.esporteblog.com.br


A nossa mídia trata o projeto imobiliário do Sport como projeto de sua Arena, só que essa é o engodo para enganar os associados do clube, visto que, o que conta na realidade são os famosos espigões de concreto que pretendem edificar na Ilha do Retiro.

Quanto mais nos aprofundamos nos assuntos da Arena do Palmeiras, cujo modelo é igual ao que desejam implantar na área do rubro-negro pernambucano, ficamos mais convictos que devemos alertar os sócios do clube dos riscos que irão enfrentar, caso esse projeto seja aprovado.

São tantos os imbróglios entre a investidora e o o clube alviverde de São Paulo, que certamente as decisões irão bater nos tribunais.

Até hoje não conseguimos entender como a Prefeitura do Recife conseguiu encaminhar esse projeto imobiliário para a Comissão de Controle Urbanístico, quando não existem escrituras da área, a não ser uma da década de 30, quando da aquisição do terreno do atual estádio, e com o agravante, a de não ter ouvido a Secretaria do Patrimônio da União, que detém quase 60% da área total que abriga o clube.

O mais estranho é que vivemos um problema sério de mobilidade, que vem sendo discutido em todo o país, e, em especial, em nosso estado, e como erguer um projeto imobiliário em uma área que hoje já está saturada e sem grandes opções de locomoção.

Só a nossa edilidade poderá responder.

A vizinhança da Ilha do Retiro foi ouvida para responder sobre o impacto que sofrerá? 

São fatores que pesam contra esse empreendimento além do risco de destruição do patrimônio de uma entidade centenária, e que terá um dono por 30 anos, e essa apenas como recebedora de taxas a serem pagas pelo seu novo proprietário.

Pelo menos no meio desse Conselho, algumas cabeças sensatas apareceram e verificaram que os problemas que estamos citando irão afetar a mobilidade do local, e solicitaram mais tempo para uma análise detalhada do projeto.

O Instituto do Recife, o Instituto dos Arquitetos do Brasil/PE, o Conselho de Arquitetura e Ubanismo e o Sindicato de Engenharia, mostraram mais competência no trato do assunto do que a edilidade que é a responsável maior pela mobilidade a acessibilidade dos seus munícipes.

Esperamos que essas entidades analisem devidamente o projeto, e vejam que a perda de uma área verde de quase dois hectares dará lugar ao concreto, e deixará de absorver as águas que caem durante as chuvas, ocasionando sérios problemas na região.

O mais estranho neste processo é a atitude da Secretaria do  Patrimônio da União, que é a defensora e fiscalizadora do Patrimônio Público, que continua inerte com relação ao assunto.

Há três meses solicitamos desse órgão uma Certidão sobre a área do Sport, de conformidade com a atual legislação brasileira, que permite que tais pedidos sejam atendidos, e não recebemos uma única resposta, obrigando-nos a ingressar na Justiça Federal, objetivando que fosse determinada a entrega da documentação, feito esse que foi atendido, sendo concedido o prazo de 15 dias para que o órgão público entregue os documentos solicitados.

Ainda bem que temos uma Justiça atuante em nosso país, que certamente nos dias de hoje é o único caminho para dirimir as pendências, desde que o poder público há muito vem sendo contaminado pelas influências dos poderosos.

Certamente os órgãos que pediram para analisar o projeto, o farão de acordo com o bom nível dos seus técnicos, e que tenhamos uma solução final favorável à sociedade que já cansou de ser atropelada por fatos iguais a esses do projeto imobiliário do Sport.

Essa história da Arena é apenas a manteiga no focinho do gato. O resto é história para boi dormir.

leia mais ...

Náutico
Os nomes e o clube
postado em 30 de outubro de 2013

CLAUDEMIR GOMES

 

O Movimento Transparência Alvirrubra - MTA - principal célula de oposição no Clube Náutico Capibaribe, lança nesta quinta-feira, no Clube Português, uma chapa para concorrer às eleições presidenciais do clube alvirrubro. O pleito está marcado para o dia 15 de dezembro. Nunca na centenária história do Náutico a oposição venceu uma eleição.

As eleições clubísticas no futebol pernambucano normalmente são marcadas por discussões em torno de nomes. Os candidatos nunca apresentam propostas. Quando isso acontece não vai além de programas sem conteúdo, ou seja, nunca se aprofunda uma discussão sobre o momento do clube, as necessidades e as propostas que servirão de alicerce para um planejamento visando à retomada do crescimento a médio e longo prazo.

Mais importante do que os nomes a serem apresentados pela oposição serão as propostas, ou promessas de campanha. O Náutico é um clube de futebol e sua queda para a Série B em 2014 representa uma perda considerável de receitas. Por outro lado, além das folhas salariais - administrativa e de futebol - o clube terá que honrar o pagamento do débito com a negociação do COFINS, que será de R$ 700 mil mensais. Acrescente-se aí uma folha paralela em torno de R$ 300 mil: pagamento das negociações feitas com jogadores nas rescisões de contratos.

O cenário não é nada animador. Pelo contrário, é assustador. Mas nada que se compare a situação do Santa Cruz quando o presidente, Antônio Luís Neto, assumiu a administração do clube tricolor.

Os nomes ainda não foram postos na mesa. Estamos a um mês e quinze dias das eleições. Existe uma consciência de que é preciso discutir regras e posições a serem tomadas. As chapas podem ser inscritas até o dia 25 de novembro.

O momento do Náutico é imperativo e não há espaço para açodamento. Todos os nomes são importantes, desde que venham com novas idéias para quebrar velhos paradigmas que há anos impedem o crescimento do clube.

leia mais ...

Acontece
Golpe de mestre
postado em 30 de outubro de 2013

JOSÉ JOQUIM PINTO DE AZEVEDO - blogdejj.esporteblog.com.br


Está sendo preparada para o ano de 2016 a criação da Liga Nacional de Clubes.

Embora o assunto esteja sendo guardado a sete chaves, uma delas foi perdida, e alguém conseguiu detectar algumas informações, vazando-as para um grupo de pessoas que são formadores de opinião.

Esta entidade será formada com 14 agremiações, sendo 4 de São Paulo, 4 do Rio de Janeiro, 2 de Minas Gerais, 2 do Paraná e 2 do Rio Grande do Sul.

Existem dois modelos para o Campeonato Brasileiro. O primeiro seria com 18 clubes, sendo 4 convidados. Aqueles pertencentes a Liga não seriam rebaixados, e a briga ficaria entre os convidados com a queda de dois desses, para dar o lugar aqueles (2) que irão ter o acesso da Segunda Divisão.

O segundo seria com 20 clubes, com a queda de 4, e o acesso com o mesmo número. Os clubes da Liga também não seriam rebaixados.

Segundo as informações, tal concepção já teria o apoio da CBF e da Rede Globo.

Estão trabalhando na surdina, e os clubes do lado de cá que se cuidem, pois poderão ser atropelados.

Como a Justiça Estatal está funcionando a contento, essa será chamada para decdir a legalidade dessa futura entidade.

leia mais ...

Acontece
O salto do futsal
postado em 29 de outubro de 2013

Com informações do Portal ESPN


Pelo menos 35% da população masculina assiste sempre ou quase sempre a partidas da Seleção Brasileira de Futsal pela televisão. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Stochos Sports & Entertainment entre os meses de agosto e setembro deste ano. Considerando o número de torcedores que ficam em casa para assistir aos jogos do Brasil, a porcentagem aumenta para 56,7%.

A pesquisa envolveu 8112 entrevistados com faixa etária entre 16 e mais de 60 anos, e possui margem de erro de 1,1%.

O número diminui em relação à torcida feminina - entretanto, ainda está em uma boa margem: 20,6% das mulheres assistem sempre ou quase sempre a um jogo de futsal pela TV. Quando elas responderam que assistem algum jogo em algum momento da vida, os números aumentam para 39%.

Os dados corroboram a boa presença de público no VIII Grand Prix de Futsal, realizado entre os dias 22 e 27 de outubro, em Maringá (PR). Quase todas as partidas da Seleção tiveram 100% dos ingressos vendidos, e a final entre Brasil e Rússia, exibida no domingo pela TV Globo, teve audiência média de 9,1 pontos, de acordo com o site Notícias da TV.

"O telespectador consumidor voraz de esportes, tem como processo de escolha eventos e competições de alto rendimento, independentemente da nacionalidade. O interesse se acentua quando temos uma identidade maior com brasileiros ou equipes brasileiras, com possibilidades reais de vitórias", explicou César Gualdani, sócio-diretor da Stochos.

leia mais ...

Artigos
Se todos fossem iguais a você
postado em 29 de outubro de 2013
Blog de blogdejj :BlogdoJJ, SE TODOS FOSSEM IGUAIS A VOCÊ


JOSÉ JOAQUIM PINTO DE AZEVEDO - blogdejj.esporteblog.com.br


Na época que tínhamos compositores, cantores e bons músicos, Tom Jobim e Vinícius de Moraes nos deram um presente de uma das músicas mais belas na história da cultura do país.

Se todos fossem iguais a você, um poema musical que até hoje é lembrado. O seu texto final é antológico:

¨Existiria a verdade, 

verdade que ninguém vê

Se todos fossem iguais a você¨.

Nos lembramos dessa música por conta dos 80 anos de nascimento de um gênio do futebol brasileiro, Manoel dos Santos, ou simplesmente Mané Garrincha, que deveria ter sido comemorado no dia de ontem, mas a sociedade injusta e imediatista deixou de lado.

Somos de uma geração que teve a alegria de assistir Garrincha atuando em nossos gramados, ou pelo mundo, quando a seleção ainda era brasileira, e não tinha transformado-se em um balcão de negócios e negociatas, como tudo que acontece em nosso país.

Um homem ingênuo, e por conta disso explorado, sem ressentimentos, desde que sua alma era angelical e não permitia tais fatos.

Garrincha trazia a alegria para o futebol brasileiro nos gramados, enquanto fora desses tinha uma vida totalmente equivocada para um jogador de futebol, mas pelos seus conceitos isso fazia parte do que gostava.

Campeão do mundo por duas vezes (1958 e 1962), sendo que nessa última conquista foi o proganonista maior, e pouco é reverenciado pelo mundo do futebol, com uma pequena exceção para o Botafogo que não o esquece, e continua homenageando-o.

Apesar de uma doença grave (cirrose hepática), continuava bebendo, levando-o à morte, mas contemplou uma vida à sua maneira, dentro do campo um gênio, fora desses diversos casamentos, filhos e a bebida, que terminou ganhando a batalha.

Sempre é bom nos lembrarmos da pessoa simples e humilde que encatava a todos com as suas jogadas geniais, e a nossa obrigação de reverenciá-lo por conta dos seus oitenta anos que poderia estar comemorando, mas que deixou para quem gosta de um bom futebol a sua marca de melhor jogador do mundo.

Garrincha era inigualável. Melhor do que Pelé, Maradona, Messi e outros tão decantados. Suas jogadas em uma estreita faixa do campo tinha a precisão matemática, e deixava tonto os seus marcadores. Jordan, do Flamengo, foi um dos que mais sofreram, mas sempre sem violência, e com dignidade no trato com um ser sobrenatural.

Não esquecemos até hoje uma entrevista desse jogador há trinta anos atrás, quando já vislumbrava a debacle do futebol brasileiro, quando afirmou: ¨O futebol mudou muito. Hoje é força, não existe mais craque. É mais preparo físico. Antigamente era mais classe, você jogava futebol e era mais clássico. Hoje você não pode deixar o jogador jogar: se você consegue dominar uma bola, já sabe que vai levar uma..¨

Antecipou a era dos brucutus que estava chegando.

Mané Garrincha faz parte do Olímpo, onde estão os deuses do futebol e merece sempre ser reverenciado.

leia mais ...